Com gol antológico de Coutinho, Brasil vence mais uma nas Eliminatórias

Colaboração: Guilherme Jaremtchuk

Nessa quinta-feira (31), o Brasil recebeu a seleção do Equador na Arena do Grêmio em jogo válido pelas Eliminatórias para a Copa de 2018. Já classificada para o maior torneio de futebol do mundo, a equipe brasileira entrou em campo buscando consolidar ainda mais a liderança do torneio.

Em um primeiro tempo morno, os comandados de Tite mandaram na partida do início ao fim, chegando a ter até 75% da posse de bola. Apesar de passar grande parte do tempo com a pelota no pé, poucas foram às chances criadas e todas em jogadas individuais ou chutes de fora da área.

Paulinho apareceu novamente muito bem e inclusive, foi o responsável por uma das melhores chances brasileiras, depois de jogada individual. Gabriel Jesus também teve uma grande oportunidade, mas parou no goleiro equatoriano.

No geral, a equipe se portou bem, mas Neymar deixou a desejar, o que dificultou o avanço ao ataque. Triangulações, jogadas de chegada à área em velocidade e afins, estiveram em falta na primeira etapa, e Willian, substituto de Coutinho, não esteve bem.

No segundo tempo, o Brasil começou ainda com as mesmas dificuldades do primeiro tempo, tendo dificuldades para acertar os passes e a transição da defesa para o ataque, mesmo tendo maior posse de bola. O Equador chegava em algumas oportunidades em contra-ataques, mas tudo sem perigo.

Por volta dos 20, o Brasil melhorou consideravelmente, e num escanteio, numa falha de marcação de Arboleda, a bola sobrou para Paulinho que estufou as redes do goleiro Banguera, Brasil 1×0. A partir disso, a seleção melhorou muito, com a saída de Renato Augusto para a entrada de Coutinho, o meio-campo ganhou muito mais força para atacar, e numa jogada genial de Phillipe Coutinho e Gabriel Jesus, saiu mais um golaço de Coutinho.

Golaço de Coutinho, após jogada com participação de Jesus

Após esses momentos, o jogo ficou mais morno, Neymar aparecendo com genialidade porém sem objetivo, não foi o principal. O real destaque vai para os autores dos gols, Paulinho se mostrando que é essencial para essa seleção e funciona muito bem no esquema de Tite. Já Coutinho dispensa comentários, mesmo com toda essa novela da sua negociação com o Barça, mostrou seu bom futebol e deixou o dele.

Comentários

Comentários