FlaFlu em São Paulo e a Decadência dos Estaduais

Neste domingo, Flamengo e Fluminense se enfrentaram no Pacaembu, em São Paulo.

O jogo terminou com um fraco empate por 0 a 0.

O que me chama atenção é o contexto da partida. Um dos maiores clássicos do Rio de Janeiro, válido pelo Campeonato Carioca, sendo disputado em outro estado é no mínimo curioso, mas não vem sendo novidade com o passar dos anos.

O total desinteresse pelos estaduais fez com que o público nos estádios dimuísse ao longo dos anos. Um jogo que se fosse disputado no Rio não atrairia mais do que 10 mil pessoas, por ser na capital paulista acaba mobilizando milhares de torcedores.

Porém, o grande atrativo não é o Campeonato em si, mas sim o fator de esporadicidade. O flamenguista/tricolor carioca que reside em São Paulo, tem poucas oportunidades por ano de ir a um jogo do seu clube. Quanto mais a um clássico!

Sou um grande crítico dos campeonatos estaduais há tempos. E as cadeiras vazias nos estádios, ano após ano, comprovam que essa falta de interesse não é só minha. Baixo nível técnico, gramados ruins, pouco grau de competitividade antes do mata-mata e até mesmo os estádios às moscas, desanimam ainda mais quem gosta de futebol.

Na minha opinião, deveria haver um maior investimento em amistosos de pré-temporada, na criação de torneios regionais como a Copa do Nordeste e a Primeira Liga, e até mesmo a criação de uma Copa da Liga, que já é bem popular em outros países, além da antecipação do calendário do Brasileirão, evitando assim grandes sequências de jogos e as lesões causadas pelo desgaste no decorrer do ano.

É triste ver a decadência de torneios que renderam memoráveis histórias e jogos fantásticos ao nosso riquíssimo futebol. Mas de fato devemos nos manter em constante atualização, pois se quisermos desenvolver o esporte não podemos parar no tempo.

E você, é a favor ou contra os campeonatos estaduais? Deixe sua opinião e participe desse interessante debate através do Twitter ou pelos comentários no blog.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta