O que esperar do Corinthians contra o Racing?

Texto com colaboração de: Guille Jaremtchuk

Na quarta-feira (13) diante do Racing-ARG, o Corinthians jogará a primeira partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017. Para levar uma vantagem para a Argentina, os paulistas precisarão esquecer o dito popular “futebol é momento” para se superar dentro dos gramados: nos últimos 4 jogos, apenas uma vitória e 3 derrotas, sendo duas delas em casa, palco do duelo de quarta.

Ao menos para os brasileiros, o futebol apresentado no primeiro turno já está se tornando “manjado” . A dificuldade para propor o jogo foi observado pelos adversários recentes e vem sendo muito bem explorado. Contra Atlético-GO e Vitória, equipes do Z4 e teoricamente mais fracas, os corinthianos sofreram para criar oportunidades contra defesas bem postadas e saíram derrotados em lances de bola parada e contra-ataque, respectivamente.

O maior sofrimento da equipe vem sendo as laterais do campo: Romero, muito importante defensivamente, não mostra o mesmo nível na parte ofensiva; Jadson demonstra lentidão na criação das jogadas e não é mais o mesmo de 2015 e Guilherme Arana se machucou contra o Vitória, e foi substituído por Moisés – o reserva não está à altura do titular. Outro possível substituto é Marciel, volante canhoto que também pode jogar improvisado na lateral, onde já atuou na pré temporada e no clássico contra o Santos. Sem amplitude, fica mais difícil a tarefa de enfrentar equipes fechadas e cabe a Carille dar mais variações a forma de atuar da equipe.

Como se trata de um mata-mata, é de extrema importância não sofrer gols em seus domínios, assim como aconteceu nas fases anteriores contra Universidad do Chile e Patriotas-COL, quando o Timão venceu em casa ambos por 2 a 0. O confronto contra os chilenos é o exemplo a ser tomado pelos paulistas – os jogadores atravessaram momentos de pressão intensa da La U tanto em Itaquera como na volta no Estádio Nacional. Muito provavelmente, o mesmo acontecerá contra La Academia, quando será necessário suportar a dificuldade de se decidir a classificação fora do país.

Provável escalação: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Marciel; Jadson, Rodriguinho, Maycon e Romero; Jô

O histórico é favorável aos argentinos. São duas vitórias, um empate e uma vitória corinthiana na história do duelo.

12/2/1953 – Corinthians 1×0 Racing – Pacaembu, Amistoso
07/6/1961 – Corinthians 2 x 2 Racing – Pacaembu, Amistoso
18/8/1998 – Corinthians 1 x 2 Racing – Morumbi, Copa Mercosul
30/9/1998 – Racing 1 x 0 Corinthians – El Cilindro, Copa Mercosul

Comentários

Comentários

Matheus Moura

Estudante de Jornalismo, fanático por Futebol e apaixonado pelo Corinthians.