Por onde andam os campeões do Mundial Sub-20 de 2011?

Após o fiasco dos comandados de Micale e a não classificação da Seleção Brasileira Sub-20 para o Mundial da categoria, fomos atrás dos jogadores da última conquista brasileira no torneio para analisar as apostas que deram certo, as decepções e os que são promessa até hoje, mesmo 6 anos depois do título.

Gabriel: Revelado pelo Cruzeiro, o goleiro se transferiu cedo para o Milan, onde não teve oportunidades e atualmente roda o futebol italiano em empréstimos. Com a lesão de Colombo (titular do Cagliari), Gabriel vem atuando como titular.

Danilo: A cria do América MG já era na época um dos destaques da equipe santista campeã da Libertadores 2011. Com o sucesso, logo se transferiu para o Porto e depois para o Real Madrid. Em má fase, é o lateral direito reserva da equipe espanhola.

Bruno Uvini: Sempre sofrendo com muitas lesões, Bruno Uvini foi emprestado diversas vezes pela Napoli e o máximo de atuações que conseguiu em uma temporada foram 34 pelo Twente. Em 2017, a ex-promessa se transferiu para o Al Nassr da Arábia Saudita.

Juan Jesus: O zagueiro e lateral esquerdo desde que saiu do Internacional para a Itália jogou bastante em todas as temporadas, apesar de nunca se firmar como titular. Na atual, foi emprestado pela Internazionale à Roma e será vendido em definitivo por € 8 milhões após o final do empréstimo.

Gabriel Silva: Recentemente estava emprestado ao Granada da Espanha, até que o clube cancelou seu empréstimo e o jogador retornou a Udinese. Antes, já havia sido emprestado a Genoa e Carpi.

Casemiro: Titular absoluto do Real Madrid e da Seleção Brasileira, saiu do São Paulo sem grandes expectativas e evoluiu muito seu futebol no velho continente em suas passagens pelo Real Madrid B e Porto. Atualmente, é indiscutivelmente um dos melhores (talvez, o melhor) da sua posição no mundo.

Fernando: Ao contrário de seus companheiros, o volante teve paciência e só se transferiu para a Europa em 2013. Desde então, o campeão da Copa das Confederações se destacou efoi titular no Shakhtar, Sampdoria e Spartak, sua atual equipe.

Oscar: A maior transferência do futebol brasileiro até então se destacou rapidamente tanto com a Amarelinha como com o Chelsea. Porém, seu futebol foi caindo de nível e as titularidades e convocações se tornando cada vez mais raras. Com isso, foi vendido ao Shangai SIPG por cerca de 70 milhões de Euros.

Coutinho: Camisa 10 do Liverpool, o meia vem encantando a Premier League com seus gols e assistências. É titular com Klopp e Tite e seguramente, um dos melhores jogadores de sua geração.

Henrique Almeida: Empatou na artilharia do Mundial Sub-20 2011 com Lacazette e ficou na frente de nomes como Lamela, Griezmann e James Rodríguez. Rodou diversos clubes brasileiros e vive boa fase no Coritiba.

Willian José: Sempre muito questionado nacionalmente, o atacante faz sucesso na Espanha. Na temporada 2016/2017, atua pela Real Sociedad e tem sua melhor marca de gols desde que saiu do Brasil.

Menções honrosas: Allan (Napoli), Alan Patrick (Shakhtar Donetsk), Dudu (Palmeiras), Frauches (Army United-TH)

Fica agora a você leitor, a missão de analisar e dizer qual jogador vingou, decepcionou ou sumiu.

Comentários

Comentários

Matheus Moura

Estudante de Jornalismo, fanático por Futebol e apaixonado pelo Corinthians.