Sem Acréscimos – Brasileirão #11

O intuito do Sem Acréscimos é resumir jogo a jogo a rodada do Campeonato Brasileiro para aqueles que não conseguem acompanhar todas as partidas devido a correria diária, ou simplesmente para quem não curte as enrolações dos principais veículos de mídia e prefere uma leitura mais rápida e direta ao ponto. Sinta-se a vontade para deixar sua opinião no campo de comentários ou através do nosso Twitter @SemClubismo_FC.

Cruzeiro 2×1 Palmeiras

Na abertura da rodada, os mandantes levaram a melhor sobre os visitantes alviverdes. Logo no começo da partida, após roubada de bola, Dudu encontrou Gabriel Jesus sozinho para abrir o placar pro Verdão. Mas após sofrer o gol, os Celestes foram pra cima e empataram. Willian aproveitou bola ajeitada por Arrascaeta, anotando seu primeiro tento no jogo. Em uma péssima atuação do Palmeiras,  o Cruzeiro obteve o domínio durante o jogo inteiro e chegou a virada já no segundo tempo com Willian novamente, após bela jogada de Alisson.

Corinthians 2×1 Santa Cruz

Em Itaquera com um início arrasador, o Timão tinha de tudo para se reerguer no campeonato com uma grande vitória. Aos 26 minutos da etapa inicial, Uendel cruzou e Luciano, completamente livre, abriu o placar pros alvinegros. Não demorou muito e aos 36, e Romero ampliou após cruzamento de Luciano. Com a desvantagem, os visitantes até que tentaram, mas não obtiveram sucesso. Na volta do intervalo, o Santinha voltou bem melhor, e após uma falha grotesca de Cássio, Arthur deixou Grafite com o gol aberto, e o artilheiro botou pra dentro dando números finais ao jogo.

América-MG 0x1 Atlético-MG

Na sua terceira vitória seguida, o Galo venceu o Coelho no Independência esta manhã com gol do Robinho após falha da defesa do América no início do jogo. Após o gol, os dois times pecavam no último no passe e não ameaçaram muito os goleiros. Marcando muito bem o Atlético conseguiu segurar o jogo e garantir a primeira vitória em clássico em 2016.

Vitória 1×1 Ponte Preta

No Barradão em um jogo bastante truncado o empate foi bem justificado. Na primeira etapa, os mandantes foram levemente superiores, mas sofreram o gol da Macaca logo no início. Aos 8 minutos, Willian Pottker abriu o placar após receber grande bola enfiada por João Vitor.  Porém, o empate não demorou. Diego Renan cobrou falta, e de coxa, Kieza igualou a batalha. Os visitantes tiveram a chance de ficar a frente, mas Felipe Azevedo perdeu pênalti defendido por Fernando Miguel.

Flamengo 1×2 Fluminense

Em um jogo que o primeiro tempo teve pouquíssimas oportunidades, o Flu conseguiu bater o embalado Flamengo com duas falhas bizarras. A primeira de Willian Arão, que fez contra. A segunda de Rafael Vaz, que deu uma assistência para o gol de Richarlison. O Rubro-Negro ainda empatou antes do segundo gol com Guerrero. Com isso, o tricolor conseguiu subir 4 posições, enquanto seu rival deu adeus ao G-4.

Santos 3×0 São Paulo

O segundo clássico da rodada teve como protagonista os alvinegros praianos. Logo aos 41 segundos de jogo, Thiago Maia recebe bola livre de marcação, Denis falha e Vitor Bueno abre o marcador.  O tricolor bem que tentava, mas quando conseguiam chegar, paravam em Vanderlei, que fez uma partida fenomenal. Aos 38 minutos a vantagem aumentou, Victor Ferraz cruza, a bola atravessa toda a área e Rodrigão sozinho colocou pro fundo da rede. Na etapa final, o Santos seguiu superior, mas caiu de produção deixando o São Paulo crescer e chegar com perigo, porém parando em excelentes defesas do arqueiro santista. Aos 44 em cobrança de falta perfeita, Lucas Lima matou o jogo.

Internacional 2×3 Botafogo

Em grande jogo no Beira-Rio, o Fogão conseguiu surpreender os Colorados. Logo aos 9 minutos, o time da estrela solitária abriu o placar com Fernandes e logo aos 15 ampliou com Neílton. O Internacional partiu pro abafa mas antes do fim do primeiro tempo teve Fabinho expulso e a situação se agravou ainda mais. No segundo tempo, Sasha diminuiu, mas no lance seguinte, Camilo marcou para o Fogão, 3 a 1. Três minutos depois Ernando ainda colocou os mandantes no jogo, porém Sidão evitou o empate, ao apagar das luzes.

Atlético-PR 2×0 Grêmio

Superior o jogo inteiro, o furacão destruiu o time Gaúcho. Só não aplicou uma goleada histórica devido às grandes defesas de Marcelo Grohe. Os paranaenses finalizaram 12 vezes a gol, enquanto o Grêmio poucas vezes chegou. Destaque para André Lima e Hernani, que fizeram os gols Atleticanos, e para Marcelo Grohe, que foi uma muralha o durante grande parte da peleja.

Figueirense 0x0 Coritiba

Jogo daqueles entediantes. Ambos times com pouca técnica e vontade, poucas finalizações e muitos erros de passe. O empate sem gols mostra o que realmente foi o jogo. Resultado ruim para os dois lados. O Coritiba se encontra na vice-lanterna, enquanto o Figueira se mantêm em décimo quarto, 2 pontos da zona.

Sport 5×1 Chapecoense

Na Ilha do Retiro, Sport e Chapecoense fizeram um jogo muito parecido no primeiro tempo. O Leão teve mais finalizações, mas abriu o placar em um cruzamento: Rodney Wallace, sem querer, após passe de Diego Souza. No segundo tempo a partida voltou mais animada, e Ananias, que havia acabado de entrar, empatou para a Chape no primeiro minuto. Os donos da casa logo reagiram. Em um intervalo de 10 minutos, o Sport desencantou com Rithely, Thiego (contra) e Diego Souza, com um lindo voleio. E fechou o placar com Ronaldo, soltando o pé de fora da área.

 

Craque da Rodada: Camilo

O estreante meia do Botafogo mostrou porque veio. Com uma atuação de gala, marcando um gol e dando uma assistência, Camilo comandou a terceira vitória do time carioca no Campeonato Brasileiro, iniciando uma possível reação e de quebra, ganhou como Craque Sem Clubismo – Rodada #11.

 camilo

Comentários

Comentários