Sem Acréscimos – Brasileirão #12

O intuito do Sem Acréscimos é resumir jogo a jogo a rodada do Campeonato Brasileiro para aqueles que não conseguem acompanhar todas as partidas devido a correria diária, ou simplesmente para quem não curte as enrolações dos principais veículos de mídia e prefere uma leitura mais rápida e direta ao ponto. Sinta-se a vontade para deixar sua opinião no campo de comentários ou através do nosso Twitter @SemClubismo_FC.

Vitória 3×2 Sport

O duelo de leões teve cinco gols! O pernambucano até saiu na frente, num belo gol do zagueiro Matheus Ferraz. Mas aos 20 minutos, Everton Felipe foi expulso, colocando tudo a perder. Com um a menos, o Sport só se defendeu, e viu o Vitória empatar ainda no primeiro tempo, com Vander. Na volta do intervalo, os baianos seguiram na pressão, marcando duas vezes em sequência, com Euller e Nickson. O Sport ainda teve mais um, injustamente, expulso: Lenis, complicando a situação. Matheus Ferraz ainda diminuiu no fim, mas não foi o suficiente.

Flamengo 1×0 Internacional

Aos 18 minutos, o Flamengo abriu o placar: Arão cruzou, Guerrero ganhou de Leandro Almeida e Ederson completou de cabeça. Foi o primeiro gol dele na temporada. Houve insistência na tentativa do segundo gol, com 10 finalizações. Mas faltou pontaria. O Inter ameaçou um pouco no começo do segundo tempo. Após cruzamento, Muralha saiu em falso, e Vitinho completou para fora. Chance clara de gol. Mas ficou nisso. O time não teve força e nem qualidade para buscar o empate.

Grêmio 3×2 Santos

Um belíssimo jogo em Porto Alegre. Os mandantes abriram vantagem com gols de Giuliano e Douglas, ambos vindos de rebotes do goleiro Vanderlei. Na segunda etapa os tricolores reduziram o ritmo e acabaram cedendo o empate. O estreante Copete, após cobrança de escanteio, diminuiu, e Zeca acertou um belo chute de fora para igualar o duelo. Mas aos 44 da etapa final, em um excelente contra-ataque, Giuliano lançou Marcelo Hermes que garantiu a vitória dos gremistas.

Coritiba 1×0 Atlético-PR 

Jogo digno de ”Atletiba” em que a vontade prevaleceu sobre a técnica. Recheado de polêmicas, como um suposto pênalti em que o goleiro Wilson deu uma voadora no meia Deivid do Atlético. O primeiro tempo  foi muito fraco, poucas chances pra cada lado. Já no Segundo as equipes se abriram um pouco mais. Wilson fez algumas defesas enquanto Weverton apenas observava, já que o Atlético se portava bem defensivamente. Até que aos 35 minutos, o estreante da noite, Kazim cabeceava a bola para o fundo das redes e começava sua história no Coxa com o pé direito, ou melhor, com a cabeça.

Chapecoense 3×2 Cruzeiro

Na Arena Condá, a Chapecoense freou a reação cruzeirense no Campeonato Brasileiro. O time Mineiro começou melhor e abriu o placar com Pisano após bela jogada de Arrascaeta. Logo aos 15 minutos, Henrique foi substituído após lesão e a partir dali o time celeste perdeu o domínio do meio campo. No fim do primeiro tempo, a Chape empatou, com Silvinho e no segundo tempo, em cobrança magistral de falta de Arthur Maia, virou. Paulo Bento ousou e colocou o zagueiro Fabrício Bruno de centroavante (SIM!) e ele mesmo empatou o jogo, mas logo na saída de bola, com o zagueiro ainda de centroavante, a defesa celeste ficou desprevenida e Kempes, no puro oportunismo marcou, dando números finais a partida.

São Paulo 2×1 Fluminense 

São Paulo e Fluminense fizeram na quarta um dos jogos da décima segunda rodada do Brasileiro. São Paulo ditou o jogo na maior parte do primeiro tempo, e como resultado, emplacou dois gols. Schimidt, logo no começo, após escanteio, e Kardec de cabeça. No segundo tempo o Fluminense foi pra cima e com um pênalti convertido por Cícero, o Fluminense tentou ainda buscar o jogo, mas não saiu disso.

América 0x2 Corinthians

No Independência, o lanterna América perdeu mais um jogo, dessa vez para o Corinthians. Romero e Marquinhos Gabriel, em pênalti duvidoso, foram os autores dos gols do Timão. Destaque para a pobreza técnica de ambas as equipes, que deixaram a desejar durante os 90 minutos.

Palmeiras 4×0 Figueirense 

Em mais uma exibição de gala, os líderes do Brasileirão ganharam com muita tranquilidade. O primeiro tento foi anotado por Moises, após cruzamento de Roger Guedes. O alviverde seguiu impondo o seu ritmo e ampliou. Dudu recebeu na pequena área de Tchê Tchê e coloca no fundo do gol. Já na etapa final, a estrela do jovem promissor Gabriel Jesus brilhou. O primeiro veio após jogada do vovô garoto Zé Roberto, que cruzou na medida para a cabeçada do atacante. Com o controle do jogo, o tento que decretou a goleada, saiu ao apagar das luzes. Em jogada pela direita, Roger Guedes cruzou, Barrios não achou a bola, mas Gabriel Jesus finalizou com perfeição anotando seu segundo gol, e se isolando na artilharia do campeonato.

Santa Cruz 0x3 Ponte Preta

O Santinha começou a se complicar na tabela. Após ser a sensação do Brasileiro nas primeiras rodadas, o Tricolor passou a jogar muito mal depois de perder o clássico em casa. Nessa quinta, foi goleado pela Ponte Preta em pleno Arruda. Os gols da Macaca foram marcados por Pottker, após lançamento nas costas da zaga e outro em arrancada, e por Felipe Azevedo, na falha do goleiro Thiago Cardoso.

Atlético-MG 5×3 Botafogo

Com um gol relâmpago, o Galo já abriu vantagem logo na saída de bola. A bola foi ajeitada por Fred, e Cazares botou para dentro. A equipe da estrela solitária até que chegava, porém sem êxito. Até que nós acréscimos em jogada de Cazares, Robinho aumentou para os mandantes. Na volta do Intervalo, mais uma assistência do equatoriano para o atacante Fred marcar. O Fogão diminuiu com Sassá, após pênalti infantil de Carlos César. Mais uma vez brilhou a estrela do gringo do Galo, que meteu no ângulo e Carlos meteu mais um após belo lançamento. O Bota ainda diminuiu com Nuñes e Bruno Silva.

Craque da Rodada: Cazares

O equatoriano brilhou na noite de quinta-feira, no Mineirão! Com dois gols, duas assistências e uma excelente atuação diante do Botafogo, o meia acabou com a partida e garantiu o posto de Craque Sem Clubismo da rodada 12.

cazares

Comentários

Comentários