Contra o favorito Chelsea, a equipe do Porto tenta surpreender novamente

O confronto mais desequilibrado é também o que mais pode surpreender. O Porto já eliminou a Juventus depois de uma grande performance defensiva e pode ser uma pedra no sapato da equipe do Chelsea.

Thomas Tuchel chegou para substituir o ídolo Frank Lampard e vem fazendo um bom trabalho até então. O alemão conseguiu recuperar peças da defesa para maior dominância no setor e vem trabalhando para potencializar ainda mais os homens de frente. Desde a troca de treinador, o Chelsea tem apenas uma derrota em 15 jogos.

A melhora defensiva veio com a recuperação das peças como dito anteriormente, mas também pelo sistema bem encaixado no pós-perda. Os meias, apesar de não serem excepcionais, fizeram grandíssimo trabalho contra o Atleti e não cederam espaço para os espanhóis atacarem. O confronto contra Simeone é o grande bônus de Tuchel até aqui — domínio durante 180 minutos e não precisou sofrer.

Mason Mount é de longe o grande destaque da equipe na temporada. Desde os tempos de Lampard, Mount já era um jogador importante e se firmou ainda mais com Tuchel. O meia de 22 anos tem sete gols e seis assistências na temporada, mas mais do que números, fornece taticamente um dinamismo maior que qualquer outro.

Destaque com Lampard, Mount continua com ótimos desempenhos sob o comando de Thomas Tuchel. (Reprodução/Getty)

O Porto segue o Sporting no campeonato português e ainda tem chances de ser campeão. Na Champions foi a principal zebra até agora e quer continuar sendo. Contra a Juventus, confiou no excelente sistema defensivo comandado pelo técnico Sérgio Conceição e conseguiu a classificação na Itália com uma partida brilhante do capitão Pepe e do meia Sérgio Oliveira, principais destaques do clube até aqui.

Desde que assumiu o clube em 2017, Conceição tem 147 vitórias em 206 partidas. O sistema 4–4–2 do treinador segue muito bem alinhado e tende a encurtar os espaços do adversário no último terço. Pensando que a equipe de Tuchel é muito bem definida no pós-perda, a pressão será o tema principal do confronto. Os portugueses vão buscar uma bola ou outra no contra-ataque, enquanto os ingleses apostam por um jogo mais vertical e enérgico para superar o bloco mais baixo do adversário.

Sérgio Oliveira dominou todos os setores do campo contra a Juventus e é o principal talento do Porto na Champions League até agora. (Reprodução/Getty)

Historicamente, os clubes se enfrentaram, na maioria das vezes, durante a fase de grupos. A última partida faz seis anos, mas ainda existe muita história por trás disso tudo. Pensando em Chelsea e Porto, o nome de José Mourinho sempre vem à cabeça e além disso, os principais confrontos entre os dois times envolvem o treinador.

Depois de se consagrar campeão da Champions na temporada 2003/04 com o Porto, o treinador trocou o clube português pelo clube inglês na temporada seguinte e a partir daquele momento o Chelsea começou a se mostrar para o mundo.

Logo na sua primeira temporada como blue, iria enfrentar sua antiga equipe na fase de grupos da Champions League. No reencontro, venceu por 3×1 com gols de Aleksey Smertin, Didier Drogba e John Terry. Por outro lado, no seu retorno ao Estádio do Dragão, acabou sendo derrotado com direito a virada do Porto com gol do atacante Benni McCarthy nos minutos finais.

Mourinho e McCarthy em 2004. (Reprodução/Associated Press)

Anos depois, na temporada 2006/07, as equipes se enfrentavam novamente, mas agora em uma eliminatória. Do lado inglês estava novamente José Mourinho. Durante os 180 minutos o Chelsea levou a melhor e acabou se classificando, mas o confronto foi bastante equilibrado, com Ballack garantindo a vitória na reta final do segundo jogo.

Na atual temporada, existe uma disparidade gigante no papel. Apesar da chegada de novos jogadores, começo conturbado e troca de técnico, o Chelsea segue sendo favorito. Por outro lado, o Porto não tem nada a perder e virá para ser novamente uma zebra nessa edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *